contador de visitas
Selecione o Idioma

segunda-feira, 2 de setembro de 2013

EU PRECISO DIZER...TANTO!

                                           

A postagem que começo agora vale pelo sábado, domingo e por "aindagorinha", quando tive vontade de dizer e não disse, pois acho que já sabes. Ontem acordei por volta das 8:00h da manhã, mesmo depois de ter encarado caranguejada, Psicodélicos e casa, durante todo o sábado. Mesmo depois de ter ensaiado uma cama por volta das 5:00h da matina. Tudo aconteceu de maneira harmoniosa, com amigos reunidos, muita falácia e risos. Fomos brindados por um dia de setembro daqueles pra se ter registro eterno. Um cheiro de coisa boa no ar e uma saudade que me atravessava o peito, me levou à beira do rio... Tinha que fazer tantas coisas, mas não as fiz. Fiquei feliz por toda tarde de sábado, a noite de sábado e a madrugada de domingo , como se estivesse nascida novamente.
No sábado, tudo que eu queria era o direito ao ócio, ao sonho, ao encontro. Ficava de olho terno para o portão esperando por alguém que jamais chegaria, mas brincava comigo de poder ser possível e lembrei da máxima"querer é poder", mas isso não é verdade. Sábado eu só queria sonhar.... e o fiz. Queria dizer "euteamo" pra um monte de gente, e o fiz. Num instante, na minha mente veio minha "mais maior" amiga e uma saudade gorda preencheu meu suposto vazio. Ri novamente e percebi que sou um ser de muita sorte por ter tido a companhia dessa pessoa em minha vida.
Em um momento que falava ao telefone do lado de fora do bar em que estava, alguém coloca a cabeça para fora do carro e grita:" Negão, eu te amoooo!! " Eu ri mais uma vez naquela tarde de sol por saber quem era. Pouca gente me chama assim... de "Negão". Dessa vez tive que explicar o porquê desse apelido. Tudo bem ,mas o que o novo/velho amigo queria entender era como as pessoas dizem " EU TE AMO" assim de forma tão natural e simples. Eu disse:- não é natural? Digo eu te amo sempre que me sinto motivada para tal. Tive uma amiga que me ligava todos os dias pela manhã e me dava um sonoro bom dia acompanhado de um vibrante "Euteamo", assim mesmo, tudo junto.
 Apredi com o tempo que as pessoas não dizem essa frase por imaginarem, erronhamente, que isso seja um pacto... Eu te amo hoje e nem te conhecia ontem e posso acordar amanhã sem sentir isso. Eu te amo não é promessa de "pra sempre", eu te amo é troca, é afeto. Eu te amo não pode ser dado apenas pelos amantes. Eu te amo é do universo humano, é da causa e do efeito, é do entendimento do amor. Eu te amo é do respeito, é de filho, é de irmão, é de cão, é do espírito... e me lembrei que, dias desses, querendo escrever sobre o império dos sentidos, não achava qual seria( o tal império) e descobri , bem ali, na beira de mim, que é o desejo. Sim o desejo que pode se tornar amor ou o amor que é só desejo, mas que é imperioso sentir.
Voltei para casa depois de mais um bocado de assunto sobre amor, desejo, comida, cerveja e tudo o mais que dá prazer.
Cheguei a casa com um amigo e ele disse-me um sonoro Eu te amo, nêga. Eu respondi que também o amava, mas sei o quanto deve ter sido difícil assumir isso da maneira que me disse e da maneira que implorei um dia ouvir, mas ele nunca o fez. Não daquele jeito, não com tanto sentimento. Quando respondi, respondi como um amor de todo dia, com um amor mais amigo, menos carnal.
Hoje, acordei às 6:00 h da manhã com o ímpeto de dizer isso a alguém, com medo de não ter a chance de fazê-lo e com uma agonia do não entendimento disso. Não o fiz, mas não arrumei sossego até agora. Talvez você leia, talvez não. Talvez entenda o que digo, talvez não, talvez você já saiba que eu queria um  dia, depois de te desejar um dia lindo, ouvir um grande e sonoro "euteamo" tudo junto e tecer o riso mais puro de mim pra você.
 E já que você disse que é um dos meus seguidores aqui no blog, deixo pra você, especialmente pra você, o meu EU TE AMO, pois sei que você entende que não é pacto é ato, é atitude, é do nascedouro do nós.
Uma saudade doida do rio, da beira, da pedra, do riso, do que não somos já tendo sido.

Hora certa:

Faça parte da familia: